Justiça de Goiás determina retorno imediato de policiais civis em greve

Apesar da decisão, sindicato afirma que paralisação será mantida.

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) determinou o retorno imediato dos policiais civis ao trabalho. Em caso de descumprimento da decisão, divulgada nesta quinta-feira (21), o desembargador Leobino Valente Chaves estipulou pena de multa diária de R$ 10 mil. Agentes e escrivães estão em greve há 65 dias em todo o estado e ocupam, desde o início da semana, o plenário da Assembleia Legislativa.

No fim da tarde de quarta-feira (21), o desembargador acatou o pedido do estado por entender que os serviços de segurança pública são imprescindíveis e que "a paralisação de tais serviços pode culminar em verdadeiro caos". Leobino Chaves afirma ser "público e notório o fato de que o percentual de 30% da categoria que permanece em atividade [determinado por lei] não está conseguindo atender as necessidades da população". A decisão não tratou da ilegalidade de greve.

Na manhã desta quinta-feira (21), o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, apresentou a decisão judicial a representantes da categoria. Apesar da determinação, o presidente da União Goiana dos Policiais Civis (Ugopoci), Ademar Luiz de Oliveira, disse que a greve, assim como a ocupação, serão mantidas.

"Viemos aqui negociar a contraproposta, mas ouvimos que a Justiça determinou o nosso retorno ao trabalho e que o governo só tem a nos oferecer o bônus de produtividade, o que não nos contempla. O bônus é uma das nossas reivindicações, mas ele não significa uma melhora no piso", afirmou Ademar de Oliveira após sair da reunião, na sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP-GO).

O secretário de Segurança Pública não falou com a imprensa após o encontro. Nesta manhã, o governo divulgou uma nota oficial onde afirma ter concedido aumento de 29% para agentes e escrivães, em dezembro de 2012, na forma de promoções e progressões. Diz ainda que a categoria teve, nos últimos dois anos, reajuste de 12% relativos à data-base.

fonte: g1/GO

Gostou!? Então curta o Estado de Goiás!!


Comentários









 


Atualizacoes no meu email

Responder ao comentário (Cancelar)

Busca

Notícias, imagens, informações e tudo mais...

Siga-nos!

Twitter, email diário, rss e facebook