Mais de 500 casos de trabalho infantil são registrados neste ano em Goiás

Estado aparece no topo do ranking de flagrantes na região Centro-Oeste. Comerciantes argumentam que não têm onde deixar os filhos.

Dados divulgados pela Superintendência Regional do Trabalho apontam que o número de crianças e adolescentes flagradas trabalhando de forma irregular em Goiás já chega a 503 neste ano. O estado é o primeiro no ranking de flagrantes de trabalho infantil na região Centro-Oeste. Em âmbito nacional, perde apenas para o Rio Grande do Sul, com 515 flagrantes, e Pernambuco, com 1.024.

De acordo com a superintendência, 10% das crianças e adolescentes estavam fora da escola. A maioria atuava em Goiânia, principalmente em feiras livres, consideradas uma das piores formas de trabalho por expor a criança a riscos de violência, drogas e assédio sexual.

As equipes do órgão constataram jornadas excessivas e noturnas, que prejudicam a saúde do menor. “Eles precisam de um tempo para lazer, descanso e para pesquisa, leitura. O menino que trabalha normalmente fica muito fadigado e não tem tempo de se dedicar com mais amiúde aos estudos”, afirma o auditor fiscal do trabalho, Jairo Reis Bandeira Gomes.

A multa para empresas que contratam mão de obra infantil pode variar de R$ 503 a R$ 40 mil reais. Já no caso de crianças e adolescentes que trabalham com os pais, é avaliada a situação financeira da família. A partir daí, os pais podem ser encaminhados para o programa Bolsa Família e o jovem para o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), ou à assistência social da prefeitura.

“O que não se pode aceitar é que continue explorando crianças em nome da sobrevivência dessas próprias crianças, porque na realidade acaba que quem é o beneficiário é o empresário que usa irregularmente o trabalho infantil”, afirma o superintendente regional do trabalho, Arquivaldo Bites.

 

fonte: g1/Go

foto: reporterbrasil.com

Gostou!? Então curta o Estado de Goiás!!


Comentários









 


Atualizacoes no meu email

Responder ao comentário (Cancelar)

Busca

Notícias, imagens, informações e tudo mais...

Siga-nos!

Twitter, email diário, rss e facebook