• estadodegoiasnotic

Drª Cristina afirma ter sido sabotada por Flávio Canedo e Magda Mofatto

Atualizado: Set 20

"Fui sabotada pelo Partido Liberal. Fui sabotada pela executiva estadual do partido através do seu presidente Flávio Canedo. Eu fui sabotada pela Deputada Magda Mofatto", Drª Cristina


Setembro 19, 2020

Drª Cristina quando lançou sua pré-candidatura à prefeitura de Goiânia ao lado de Magda Mofatto


Por Silvana Marta


“Minha campanha foi sabotada pelo PL”. Com essas palavras a vereadora Drª Cristina abriu a coletiva de imprensa onde anunciou que o partido que a lançou pré-candidata à prefeitura de Goiânia não a deixará disputar o pleito conforme havia sido acertado.


“Poderíamos apresentar uma proposta diferenciada mas não nos deixaram. Nós fomos sabotados. Quem foi traído foram as mulheres deste país, e o pior: por uma outra mulher que tem como slogan "mulher de palavra". Pessoas como eles são tão pobres, tão pobres, que só tem dinheiro. É a única coisa que eles têm. Eles não tem honra e nem integridade”, disse Dra. Cristina em coletiva de imprensa onde anunciou a decisão do Partido Liberal (PL) de não lançá-la candidata a prefeita de Goiânia e sim, apoiar a chapa que do MDB que tem Maguito Vilela como candidato.


Drª Cristina afirmou que vai entrar na justiça para garantir o resultado da convenção do PL que a aclamou candidata à prefeita de Goiânia. Ela disse que irá provar judicialmente que a ata da convenção foi alterada para registrar apenas ata proporcional, adulterando em forma de acréscimo o apoio à coligação do MDB em Goiânia.


“Goiânia sofreu um golpe eleitoral” afirmou a vereadora, que gravou um vídeo para explicar aos goianienses sobre a decisão de Magda Mofatto e seu marido Flávio Canedo de não a deixarem disputar o pleito eleitoral para prefeitura de Goiânia.


Confira o vídeo abaixo:




92 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco

@2020 - Apaixonadamente criado por IPÊ-ESTRATÉGIAS