• estadodegoiasnotic

Kakay é delatado por esquema com Marconi Perillo, ex-governador de Goiás

O advogado dos políticos famosos Antônio Carlos de Almeida Castro foi citado na delação do ex-executivo da Hypermarcas


Novembro 1, 2020

Kakay é flagrado de bermudas pelos corredores do STF, roupa em tese proibida no ambiente


Por Silvana Marta

Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido pela alcunha de Kakay, 57 anos, advogado criminalista, notório pela prestação de serviços advocatícios a políticos, empresários e celebridades, acaba de ser delatado pelo ex-executivo da Hypermarcas, Carlos Roberto Scorsi.


Clientes


Kakay afirma estarem entre sua lista de clientes ex-presidentes (José Sarney e Itamar Franco), um vice (Marco Maciel), presidentes de partidos e aproximadamente quarenta governadores, além de dezenas de parlamentares (pelo menos 15 senadores), bem como empreiteiras como Andrade Gutierrez, Odebrecht e OAS, bancos (BMG, BMC, Sofisa) e banqueiros (Daniel Dantas, Salvatores Cacciola e Joseph Safra).

Entre 2015 e 2016, então advogado de onze políticos e empresários investigados pela Lava Jato, Kakay afirmou, na tentativa de defender a reputação de seus clientes, que o país vivia "sem a menor dúvida" um momento de "criminalização da riqueza".


Delação Premiada


O momento agora, entretanto, é o de ter tido seu nome citado na delação de Carlos Roberto Scorsi, ex-executivo da Hypermarcas.

Segundo Scorsi, Kakay atuou num esquema envolvendo repasse de dinheiro para o ex-governador de Goiás, Marconi Perillo.


Defesa


Kakay não quis se manifestar sobre o caso, mas garante que está tranquilo.

“Não vou falar sobre uma coisa que eu desconheço completamente. Não tenho nada a dizer. Estou absolutamente tranquilo”, disse Kakay.

Poderoso, Kakay é frequentador de casa de ministros e amigo íntimo de muitos deles, tanto do STF quanto STJ.

Certamente está tranquilo.



32 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco

@2020 - Apaixonadamente criado por IPÊ-ESTRATÉGIAS