• estadodegoiasnotic

O jogo de xadrez de Iris Rezende

Atualizado: Set 6

Entenda como está a disputa para a prefeitura de Goiânia


Agosto 31, 2020



No último dia 25 o prefeito Iris Rezende anunciou a sua aposentadoria da vida política dizendo não ser candidato à reeleição após 6 décadas de vida pública.

O silêncio no auditório em que foi feito o anúncio foi literalmente sepulcral. Enquanto Iris falava, todos ouviam em tom de tristeza absoluta. Muitos destes, gente dependurada no poder e dependente do emprego oferecido pelo cacique a seu grupo, foram às lágrimas. E assim ele reverberava suas palavras no covil dos lobos.


Entretanto, a convenção do MDB está prevista para 15/09, o que nos leva a fazer as seguintes ponderações:


1) Será que Iris Rezende se aposentou mesmo, já que da última vez que foi candidato, em 2016, disse que não era candidato, e finalmente, foi confirmado candidato e eleito prefeito de Goiânia?


2) Se não é candidato, porque anunciou sua aposentadoria 21 dias antes da convenção do partido, tempo necessário para mobilizar a militância em torno do manjado #FicaIris?


3) Por que os carros estacionados nas proximidades do Paço Municipal estão todos adesivados com o #FicaIris, o que sugere que a militância esteja em plena campanha de Iris prefeito?


O prefeito Iris Rezende disse estar “extremamente sensibilizado com as inúmeras manifestações de apoio para que nos disponibilizemos a buscar um quinto mandato à prefeitura de Goiânia”, mas optou por finalizar sua carreira política.

Entretanto, nos bastidores, a coisa é muito diferente da divulgada pelo próprio prefeito. Fontes ligadas ao prefeito dizem que ele costuma viabilizar sua candidatura quando diz que não é candidato, já que, para ser, faz pesadas exigências.

Considera-se que ele esteja decidindo quem será o seu vice-prefeito e quanto este poderá contribuir financeiramente para sua campanha. Outrossim, estima-se que Iris esteja definindo quanto receberia em dinheiro do diretório nacional para que continue candidato. Milhões de reais do fundo eleitoral estão em jogo, e é interessante que o partido mantenha a liderança em uma capital expressiva como Goiânia.

O crochê inclui barganhas políticas que podem estar sendo costuradas até 2022. Cogita-se que o nome da filha de Iris Rezende, Ana Paula, que mantém uma sala atrás da sala do prefeito e participa de todas as decisões políticas do pai, tenha sido ventilado e pode estar sendo a ela assegurado a posição de vice em uma possível chapa para o governo estadual até por outro partido, se o MDB vier com candidato diferente que Ronaldo Caiado nas eleições de 2022.

Na verdade o MDB de Goiás possui duas alas: a maguitista e a irista, e Iris Rezende tem sustentado uma aliança com o governador Ronaldo Caiado (DEM) a despeito deste não possuir o apoio do diretório estadual presidido pelo filho de Maguito Vilela, Daniel Vilela.

O racha no partido é histórico, e agora, Maguito luta para viabilizar sua candidatura como o escolhido do MDB no lugar de Iris Rezende. Numa ausência de Íris, Maguito seria o candidato natural do partido.

Por trás de Maguito, Vanderlan Cardoso (PSD), que foi eleito com apoio deste. O jogo é o seguinte: se Iris vier candidato, Vanderlan também será candidato como representante do grupo de Maguito Vilela, para fazer frente a Íris e até levar a prefeitura. Vanderlan dizia que não era candidato, mas no último dia 26/08 voltou a falar, nos bastidores, da possibilidade de ser candidato a prefeito de Goiânia.

Entretanto, se Maguito for candidato, Vanderlan Cardoso recua e abre espaço para seu aliado de 2018, que também é seu aliado para fazer frente à Caiado numa possível candidatura a governador. Esta seria uma forma de se fazer frente à aproximação do MDB ao Palácio das Esmeraldas. Uma possível vitória de Maguito Vilela na Capital poderá estraçalhar a hegemonia de Caiado no poder com o apoio dos emedebistas de todo o estado, abrindo caminho para a candidatura de seu filho, Daniel Vilela, a governador em 2022.


Aliança MDB x DEM


É humanamente impossível uma aliança entre o MDB de Maguito e o DEM de Caiado. Toda especulação acerca do assunto é bola furada.

Maguito Vilela trouxe para o MDB Jovair Arantes, que é do grupo do ex-governador Marconi Perillo. Com ele, vem Carlos Cachoeira na bagagem. Ronaldo Caiado é oposição à Perillo, de modo que qualquer possibilidade de aproximação à Maguito está descartada.


Visão Governista


Para o governador Ronaldo Caiado, o apoio do MDB é fundamental para o seu projeto de reeleição, e o colégio eleitoral de Goiânia assume posição de destaque. Por isso imagina-se que a retirada do nome de Iris Rezende do páreo seja um desastre para as pretensões políticas do governador. Deste modo, a retirada da candidatura de Iris geraria propostas mais polpudas para que este mantivesse sua candidatura.

Quantos aos outros 19 candidatos, vale o ditado popular: “Os outros são os outros”.


Colégio eleitoral


Iris Rezende possui um colégio eleitoral cativo, que construiu ao longo de 6 décadas de poder. Iris é macaco velho, e na altura dos seus 86 anos, não dará passo em falso, de modo a ficar vulnerável no poder que detém, como o fez o ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva, que deveria ter voltado como candidato à presidência da república em 2014, após 4 anos de Dilma. Estaria eleito, e o seu desfecho político poderia ter sido, que não a sua prisão.

Experiência não falta a Iris Rezende.

Na minha humilde visão, ele está tricotando e viabilizando sua candidatura com muito dinheiro para se eleger e com sobras de campanha, que ele adora.

Pago a aposta.


Confira os nomes dos pré-candidatos à Prefeitura de Goiânia


1) Adriana Acorsi / PT

2) Alexandre Magalhães / DC

3) Dra. Cristina Lopes / PL

4) Eduardo Prado / PV

5) Eliaz Vaz / PSB

6) Francisco Jr. / PSD

7) Íris Rezende / MDB

8) Major Araujo / PSL

09) Romário Policarpo / Patriotas

10) Talles Barreto / PSDB

11) Thiago Albernaz / Solidariedade

12) Vanderlan Cardoso / PSD

13) Virmondes Crivinel / Cidadania

14) Wilder Moraes / PSC

15) Paulinho Graus / PDT

16) Isaura Lemos / PCdoB

17) Nilson Gomes / DEM

18) Antônio Neto / PCB

19) Manu Jacob / PSol


*Silvana Marta de Paula Silva

Advogada e jornalista


Texto intelectual protegido pela Lei dos Direitos Autorais (9.610/98). Este conteúdo pode ser republicado, desde que cite a fonte e autoria


50 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco

@2020 - Apaixonadamente criado por IPÊ-ESTRATÉGIAS